SEO on-page e off-page: quais são as diferenças e fatores de classificação

O SEO é essencial dentro e fora da página e pode ser bem exibido na página de resultados do mecanismo de pesquisa (SERP).

Estou falando sobre uma variedade de tecnologias que, quando aplicadas, podem fazer os sites ocuparem uma posição importante no Google e em outros mecanismos de busca.

É trabalhoso? Sim muito.

on-page e off-page

Mas, como tudo na vida, desde que bem feito, produzirá retornos consistentes.

Isso ocorre porque quando o SEO se concentra em aspectos na página e fora dela, ele pode manter uma boa classificação nos resultados de pesquisa.

Em outras palavras, você dependerá menos dos anúncios e, embora sejam úteis, os custos que representam nem sempre são viáveis.

Então, é sua vez de dominar os principais critérios envolvidos na otimização. Continue lendo: Você e sua empresa só podem vencer!

Qual é a importância do SEO on page e off page?

Quando digo que o SEO on-page e off-page é a base e pode até economizar dinheiro com publicidade, não confio apenas na minha experiência, mas também nos números.

Afinal, isso é claramente apontado por um estudo do Ahrefs, nos dez primeiros resultados do Google, quase 60% das páginas foram usadas há três anos ou mais.

Imagine, então, que você investiu em SEO por um ano e obteve retorno sobre os outros dois investimentos. Isso é muito importante, você concorda?

Não é o caso dos anúncios, que deixarão de gerar resultados após o término da campanha. Dessa forma, sua marca não só aparecerá, mas também ganhará autoridade para que você venda mais e melhores produtos.

O que é SEO on page?

Vamos primeiro discutir os fatores internos de classificação, que é o que o SEO da página deseja expressar.

Nesse sentido, gosto da definição dada pela Searchmetrics.

Segundo ela, essa otimização se refere a todas as medidas que podem ser tomadas diretamente internamente em um site para melhorar sua posição nos rankings de busca.

Por sua vez, esse aspecto do SEO deve ser realizado de duas maneiras. Uma é inserir palavras-chave estratégicas e orientar as pessoas interessadas a encontrar as palavras-chave de seu negócio, produto ou serviço na pesquisa orgânica.

Outro objetivo é promover a otimização da navegação e usabilidade com base na prática da experiência do usuário (UX), a fim de proporcionar a melhor experiência do usuário. A seguir, vou me concentrar nos elementos que entram nesses aspectos.

Title tag

O primeiro aspecto que os bots do Google e seus algoritmos rastrearão em suas páginas quando detectarem uma página é o atributo title tag, que é apenas o seu título.

Suponha que sua empresa seja uma perfumaria no centro de Curitiba. Portanto, esta definição é uma boa tag de título para a página inicial do seu site, desde que seja uma palavra-chave relevante e possa definir com precisão o seu negócio.

Outro exemplo é a autoescola de Copacabana. Este termo também é muito útil para títulos de família.

Por outro lado, para e-commerce e negócios online, os fatores geográficos não são mais tão importantes.

Portanto, a escolha do título deve ser apoiada por ferramentas que possam apontar para palavras-chave com bom volume de busca e, se possível, menos competitivas.

URL

De acordo com o MOZ, um URL (geralmente chamado de “endereço da web”) especifica a localização de um recurso (como uma página da web) na Internet.

A URL também mostra como recuperar este recurso, o chamado “protocolo”, dos quais os mais usados ​​são HTTP, HTTPS ou FTP.

Junto com o título, este é outro atributo que os mecanismos de pesquisa rastreiam imediatamente, portanto, é crucial ajudar a determinar a localização do site ou conteúdo.

Portanto, cada URL deve conter palavras-chave que especifiquem o tipo de informação que será encontrada aqui.

Por exemplo, o URL errado é www.b20.com.br/qukcmRhd46wes. Essa pilha de letras e números não diz nada, o que é ruim para o SEO na página.

Meta description

Embora não afete a posição SERP, a meta descrição também é o principal elemento de SEO na página.

Portanto, deve ser elaborado de forma que possa ser resumido o suficiente para caber no espaço disponível, mas não haja dúvida disso.

Aqui, vale a pena mencionar a frase de chamariz, que descreve o conteúdo do seu site, mas também incentiva os leitores a agirem.

Também preste atenção à limitação de espaço, já que a meta descrição só oferece suporte a texto de até 320 caracteres, mas é interessante escrever menos do que esse caractere.

Sitemap

O mapa do site pode ajudar os robôs do mecanismo de pesquisa a reconhecer imediatamente todas as suas páginas, facilitando a indexação e a classificação.

Deve ser inserido na forma de um arquivo .xml, e além de exibir a estrutura do site, também contém outros dados relevantes relacionados ao mecanismo de busca, como:

  • Quando foi feita a mudança mais recente na página
  • Onde a página está localizada no site (sua URL)
  • Qual é a prioridade da página no site em relação às outras
  • Com que frequência a página muda.

Também pode ser usado como marca de originalidade, pois também pode ajudar o pesquisador a identificar o verdadeiro criador do conteúdo e identificar possíveis plágios por meio do formulário.

Palavras-chave

Sem as palavras-chave certas, nenhuma estratégia de SEO pode sobreviver. São os “ímanes” que atraem os visitantes do seu site e, dependendo do tipo de termo utilizado, irão determinar a qualidade do tráfego.

Como vimos, na tag de título, você deve usar palavras-chave que descrevam com precisão o seu negócio.

Isso se aplica a todas as páginas listadas na página inicial.

Em termos de conteúdo, as palavras-chave são a atração principal, embora outros fatores também devam ser considerados na construção de postagens de blog, infográficos e outros formatos.

Imagens

A tecnologia que permite que os robôs do Google interpretem imagens ainda não foi integrada.

Por outro lado, isso não significa que não sejam importantes, pelo contrário. Afinal, o conteúdo rico faz com que se destaque nas SERPs, então as imagens têm um peso considerável.

Para determinar sua existência, o Google usa elementos que podem ser lidos na linguagem HTML, como nomes de imagens e atributos <alt> e <title>.

O tamanho também é importante, porque um arquivo muito pesado tornará o carregamento da página mais lento. Portanto, é sempre desejável publicar imagens com todos os atributos de leitura para o Google, e o tamanho de cada lado está entre 800 e 1.000 pixels.

Headings

Como pessoa dedicada, você deve ter percebido que neste conteúdo, ao abrir o tópico, o tamanho do título da pergunta é maior. O título do tópico de resposta (como um tópico) é menor.

Neste caso, o título em <H1> deve ser reservado especificamente para o título da página, enquanto <H2>, <H3>, etc. devem estar dispostos em uma estrutura hierárquica, como você pode ver neste artigo.

Esse é mais um fator que ajuda o Google a ler as informações contidas no site ou conteúdo. Portanto, é importante seguir a ordem dos títulos.

Textos

Se o leitor não conseguir acessar as informações esperadas ao clicar, não é aconselhável publicar o site com palavras-chave.

Palavras-chave devem levar fundamentalmente a soluções, ou seja, a conteúdos que sejam úteis ao leitor.

Dessa forma, os buscadores e seus algoritmos tratam o texto e seus atributos vinculados às palavras-chave como fatores diferenciadores. O conteúdo com conteúdo mais detalhado e densidade de palavras apropriada é geralmente mais proeminente.

Também é importante notar a capacidade de digitalização do texto. Portanto, a menos que o conteúdo seja apenas para uso de especialistas, não use palavras longas, palavras bonitas ou muitos termos técnicos.

Links internos

Neste artigo, você pode ter visto muitos links para outros textos postados aqui em sites ou blogs externos. Isso não é por acaso, porque os links internos são um fator importante de classificação.

Ele pode não apenas ajudar os leitores a estudar o assunto em profundidade, mas também ajudar os mecanismos de pesquisa a obter informações relevantes, porque:

  • Fornece uma melhor experiência de navegação
  • Facilite para os mecanismos de pesquisa a identificação de novas páginas
  • Crie relacionamentos entre páginas que tratam de tópicos semelhantes e enriqueça-os
  • Distribua a força dos links externos em todo o site.

Seo on page checklist

Em relação ao SEO na página, há muitos elementos a verificar, certo? Para facilitar a sua vida, ao revisar o site, por favor, entenda os conteúdos que você não deve perder de acordo com os tópicos anteriores.

AtributoFunção
Title tagIdentifique o site ou conteúdo
URLURL de uma página
Meta descriptionSite ou resumo de conteúdo
SitemapMapa do site em formato .xml
Palavras-chaveTermo usado para atrair leitores interessados ​​em um tópico específico
ImagensFotos, desenhos ou gráficos ricos
HeadingsTítulos nos formatos <H1>, <H2>, <H3>, etc. são usados ​​para classificar as informações
TextosTodo o conteúdo escrito e publicado
Links internosURLs inseridos ao lado de palavras-chave que apontam para outro conteúdo ou páginas do site

O que é SEO off page?

Se o SEO na página está relacionado aos componentes que tornam o site mais ou menos proeminente, então o SEO fora da página é naturalmente o conteúdo fora dela.

Porém, se não estiver no site, como você controla essa parte do SEO?

Embora nem sempre estas palavras sejam utilizadas para descrever, esta é uma pergunta que costumo responder com certa frequência, seja para profissionais ou não profissionais em otimização.

Nesse caso, a melhor resposta que posso dar é explicar detalhadamente cada elemento que compõe essa parte do SEO.

Texto âncora

No tópico SEO da página, enfatizei a importância dos links internos e palavras-chave para o sucesso das estratégias digitais.

Acontece que os links também podem (e devem) ser inseridos de fora, caso em que é necessário considerar o texto âncora associado a cada link.

De acordo com a definição do MOZ, o texto âncora é o conteúdo visível e clicável em um hiperlink.

Em navegadores modernos, geralmente é azul e sublinhado, assim como o link que você acabou de ler.

Neste caso, os backlinks são utilizados como texto âncora “Definição de MOZ”, o que está de acordo com as boas práticas, ou seja, estes termos devem estar relacionados aos links de links.

Diversidade

Há algum tempo, os bots do Google e de outros mecanismos de busca consideram o número de backlinks como um fator que enfatiza a qualidade do site.

Felizmente, os critérios de classificação estão em constante evolução e, atualmente, não basta encher a Internet de links aleatórios para sites.

Dessa forma, essa relação se inverte, hoje, é melhor ter 20 sites relacionados apontando para o mesmo link do que 20 links em sites diferentes, mas sem nenhuma autoridade.

Credibilidade

A qualidade dos links também é avaliada pelos buscadores, levando em consideração a reputação do site onde estão localizados. Portanto, o ideal é que os links venham de sites com mais tempo, esses sites tenham selo e certificação SSL e domínios confiáveis.

Popularidade

Como vimos, a qualidade é o mais básico, mas isso não significa que a quantidade de links não seja mais importante.

A diferença é que hoje, além da quantidade, outros critérios também são considerados para saber se tudo é chapéu preto ou se o site é mesmo digno de citação. Esse é um aspecto essencial, principalmente quando há leis mais rígidas de proteção de dados no Brasil e no exterior.

Ou seja: as autoridades também vão observar o comportamento de sites que utilizam práticas de SEO obscuras, pois isso pode estar relacionado a outros comportamentos nocivos na Internet.

Contexto

Por falar em chapéus pretos, uma das características dessa tecnologia é que normalmente, não importa de onde venha a citação, o link juice é obtido gratuitamente.

Isso pode levar a links para categorias específicas de sites a partir de outros links não relacionados a eles. Parece que tenho uma loja de animais e recebi um backlink de uma loja de móveis.

O Google percebeu isso e perdeu o receptor e a pessoa que enviou o backlink no SERP, todos causados ​​fora do contexto.

Menções

Também vale a pena mencionar que os motores de busca (especialmente o Google) podem não apenas usar links, mas também usar referências para classificar sites. Portanto, se algum site relacionado a marketing digital usar meu nome em seu conteúdo, com certeza será usado por meu blog SERP.

Seo off page checklist

Veja, em resumo, o que você precisa fazer para garantir um SEO off page campeão para o seu site.

AtributoFunção/Característica
Texto âncoraTexto no qual um link é inserido
DiversidadeQuantidade de sites com backlinks
CredibilidadeReputação de um site perante os motores de busca
ContextoRelação de um site com o conteúdo linkado
MençõesCitações nominais de uma marca sem link

Usar o SEO dentro e fora da página é a melhor maneira de manter as classificações de busca orgânica altas.

Em alguns casos, a competição requer um conteúdo muito mais alto do que o conteúdo normal, portanto, qualquer pessoa que possa agir em todos os elementos de otimização terá uma vantagem.

No SEO da página, certifique-se de otimizar também fatores relacionados à experiência do usuário, principalmente a velocidade de carregamento do site.

Já nas páginas offline, o problema recai mais no link building, que, como vimos, exige quantidade e qualidade para produzir bons resultados.

todo caso, o trabalho dos experts em SEO não vai parar, porque o Google vem atualizando seus algoritmos, e hoje vale a pena, então amanhã pode não mudar muito.

Agora, quero aprender mais sobre sua experiência em SEO ou, se você não tem experiência em SEO, quero ter expectativas para a fascinante profissão de marketing digital.

Gostou desse post ?

Compartilhar no facebook
Share on Facebook
Compartilhar no twitter
Share on Twitter
Compartilhar no linkedin
Share on Linkdin
Compartilhar no pinterest
Share on Pinterest

Deixe um comentário