Remarketing: O Que É e Como Fazer

Se você usa estratégias digitais, já deve ter ouvido falar de remarketing. Essa estratégia está se fortalecendo a cada dia, e o motivo é claro: a taxa de conversão é alta.

Por falta de conhecimento ou compreensão sobre o assunto, muitos profissionais acabam deixando essa ferramenta de lado.

Quando fazem isso eles perdem uma boa oportunidade de atrair pessoas que já estão interessadas no produto para aumentar as vendas.

Remarketing: O Que É e Como Fazer

Nele, você aprenderá tudo sobre remarketing: o que é, como funciona e como criar campanhas nas principais plataformas de publicidade. Continue lendo e entenda a importância dessa operação para o seu negócio.

O que é o remarketing?

Remarketing é uma estratégia de marketing digital que envolve a exibição do Google Ads e de conteúdo para usuários que já expressaram interesse nos produtos ou serviços de uma empresa.

Como o nome sugere, é marketing novamente. Portanto, o objetivo é sempre aumentar as conversões (vendas).

Em outras palavras, essa coisa mágica acontece quando você (como consumidor) começa a ser perseguido por anúncios do produto ou serviço que procura.

Algumas pessoas pensam que é uma coincidência, outras pensam que é coisa de hacker ou sistema de espionagem, que pode ser ouvido e visto na Internet.

Mas, você sabe, qualquer pessoa que conheça pelo menos um pouco de marketing digital sabe: isso se chama remarketing.

Nem todos sabem que essa é uma estratégia que pode ajudar a melhorar o desempenho de vendas de qualquer negócio.

Isso ocorre porque a maioria das pessoas que visita o site pela primeira vez não comprará os produtos que acabou de pesquisar.

O próprio Google Ads divulgou dados sobre isso e mostrou que esses “primeiros visitantes não convertidos” representam impressionantes 97% dos visitantes de comércio eletrônico.

Agora, suponha que paremos de pensar em vendas complexas, que já têm uma jornada de compra mais longa?

As conversões tendem a ser menores.

Aqui entra em cena o nosso querido remarketing, fazendo com que os anúncios voltem a “pipocar” nas telas dos usuários interessados.

Como funciona o remarketing?

Para tornar mais fácil para você entender o que é remarketing e como ele funciona, pense comigo em uma situação hipotética.

Imagine que você realmente queira ir para a Disney e, de repente, planeja pesquisar no Google para saber mais sobre pacotes e seus custos.

Na página de resultados, observe que os primeiros quatro sites que aparecem são para anúncios de embalagem e, a seguir, clique no primeiro.

A magia do remarketing começa no momento em que você entra no site relacionado ao anúncio.

Deixe-me explicar para você: seu computador o recebeu como se fosse um selo para o Google mostrando seu interesse pelo assunto.

Este carimbo é denominado cookie e é armazenado no seu computador. Usado como uma marca para receber outros anúncios do mesmo site e sites de parceiros.

Então, você continuará a ser afetado pelos novos anúncios por um período (geralmente 30 dias) até que mude. Ao mesmo tempo, a empresa fará todos os esforços para convencê-lo a comprar.

Como você pode ver, o remarketing segue o seguinte princípio: Pessoas que estão interessadas em seu produto ou serviço, mas não converteram, continuam aparecendo.

A ideia é trazer a marca para a memória desse potencial cliente para que ele se lembre dela na hora de decidir de compra.

Portanto, para atrair essas pessoas em diferentes estágios do funil de vendas, você precisa criar um plano de remarketing bem executado. O objetivo deve ser sempre levá-lo para a próxima etapa.

Remarketing x Retargeting

Lembra quando comentei no início do post, o remarketing ainda causa muita confusão?

Então, isso ocorre porque muitas pessoas confundem remarketing e reposicionamento.

Quer saber o que é reposicionamento e como funciona? Vou explicar tudo para ajudar a esclarecer o conceito. Bem, o redirecionamento vem de “target”, que significa “target” em inglês.

Como você deve ter adivinhado, é como a lente-alvo – a lente é o anúncio que o usuário viu após a primeira pesquisa e a lente-alvo é ele. Sim, remarketing e retargeting são estratégias de marketing digital com o mesmo objetivo: reconquistar os visitantes.

No entanto, a mudança é que o remarketing é a ferramenta de redirecionamento do Google. Isso explica por que eles se tornam sinônimos com tanta frequência.

Como fazer uma campanha de remarketing

Antes de iniciar uma campanha de remarketing, você precisa entender que existem vários estágios, desde quando um usuário entra em contato com sua empresa pela primeira vez até quando ele decidir de compra.

Vamos dar uma olhada neles:

  • Consciência: é quando o usuário pesquisa sobre o assunto mesmo sem ter a intenção de compra
  • Consideração: quando está pensando em comprar
  • Compra: quando efetua a compra em si
  • Fidelização: quando a intenção é conquistar novas conversões futuras.

Portanto, você deve entender cada etapa para atrair usuários e levá-los para a próxima etapa da jornada.

Ok, vamos praticar.

Existe duas maneiras de conduzir campanhas de remarketing: Google Ads ou Facebook Ads (incluindo Instagram).

Isso ocorre porque ambas as plataformas de gerenciamento de publicidade fornecem o código a ser incluído no site. Vou explicá-los melhor abaixo:

Formas de remarketing no Google Ads

Existem basicamente dois métodos de remarketing no Google Ads: a Rede de Display e a rede de pesquisa.

Saiba mais sobre eles: Remarketing de anúncios gráficos A Rede de Display é um grupo de websites parceiros que possuem espaço para mídia online em seus websites.

Portanto, também são espaços onde você pode anunciar banners para influenciar determinados usuários (usuários em listas de remarketing).

A maior vantagem dessa opção é que ela disponibiliza banners com imagens e tamanhos diferentes, o que difere da rede de busca, conforme descrito a seguir.

Remarketing na Rede de Pesquisa

Na rede de pesquisa, você só pode criar anúncios com formatos padrão e texto limitado.

Qual é a rede de pesquisa?

A própria página de resultados, além do Google, também inclui: Grupos do Google, Imagens do Google, Google Maps, Google Shopping e sites parceiros.

Em relação à diferença, o destaque da rede de busca é que atrai usuários que pesquisam novamente nos tópicos do Google, aumentando assim a chance de conversão.

Ao mesmo tempo, no display, mesmo que ele não tenha interesse no produto ou serviço que está sendo promovido, será exibido um anúncio.

Como criar uma campanha de remarketing no Google

Criar uma campanha de remarketing na rede de pesquisa é uma forma de continuar mostrando aos usuários que buscam um tópico específico em diferentes estágios do processo de compra.

Instalando a tag do Google Ads (Pixel de remarketing)

O procedimento de introdução é o seguinte:

  • Acesse o Google Ads e faça login na plataforma
  • Clique em Ferramentas e Configurações no menu superior, à direita e, em seguida, em Biblioteca Compartilhada e Gerenciador de públicos-alvo
  • Na barra à esquerda, é a vez de clicar em Origens de público-alvo e ver as possibilidades para criar listas de remarketing
  • Em Tag do Google Ads, clique em Configurar Tag
  • Para dar sequência, selecione os dados que deseja coletar através da tag, como dados padrão ou atributos específicos
  • Clique em Criar e Continuar
  • A tela de instalação deverá aparecer com a tag e snippet prontos para serem utilizados
  • Clique em concluído
  • Mais uma tela vai aparecer para confirmar o procedimento – clique mais uma vez em Concluído.

Criando uma lista de remarketing no Google Ads

  • Acesse o Google Ads, com login e senha e siga o mesmo passo a passo até entrar em Gerenciador de públicos-alvo
  • Então, clique em Listas de públicos-alvo
  • Agora, é só adicionar a lista de visitantes do site e incluir um nome para descrever essa lista de remarketing
  • Selecione um modelo no menu Membros da lista
  • Selecione também um conjunto de regras em Páginas visitadas
  • Inclua um valor para o número de visitantes que teve durante um período de tempo
  • Coloque ainda o tempo em que cada visitante deve ficar em sua lista
  • Se desejar, insira uma descrição sobre o público-alvo
  • Por último, é só clicar em Criar público-alvo e pronto! Crie quantas quiser.

Estratégias de Remarketing para Rede de Pesquisa

Depois de entender como instalar pixels de conversão e criar uma lista de remarketing no Google Ads, é hora de considerar estratégias. Agora trarei habilidades para eles.

Otimização de lances de palavras

A otimização de palavras-chave foi projetada para capturar usuários que clicaram nos anúncios da campanha, mas não realizaram uma compra.

Ao aumentar os lances de sua campanha para palavras-chave no Google Ads, você terá mais chances de ser mostrado aos usuários na lista de nova segmentação. Claro, levá-lo para converter.

Diminuição de lances

Se um produto é comprado uma vez e nenhuma nova conversão ocorre em um curto período de tempo, significa que o lance é menor para vendas complexas.

Ao diminuir seu lance de palavra-chave, suas chances de conversão diminuirão, mas o custo de clicar nela também diminuirá. Portanto, os anúncios são exibidos apenas para compradores em potencial.

Customização do texto do anúncio

Envolve pequenos ajustes no texto do anúncio para fazê-lo atrair a atenção do usuário quando for exibido novamente. Dependendo da situação, palavras como “frete grátis” ou “desconto” podem funcionar bem.

Mais formas de remarketing

Existem três outras formas de remarketing: Facebook, Instagram e de afiliados. Queremos vê-los?

Facebook

Como os anúncios são exibidos nas redes sociais, o remarketing no Facebook é muito semelhante à rede de publicidade gráfica. Eles podem ser exibidos na barra lateral ou no feed de notícias.

Instagram

Você já viu um anúncio de um produto que quase comprou no Instagram? Existe outra forma eficaz de conduzir atividades de remarketing.

Remarketing para afiliados

O remarketing também pode ser aplicado a alianças em marketing de afiliados. Aqui estão algumas dicas:

  • Em uma página de captura com isca digital para enviar anúncios customizados, perguntando se o usuário gostou do conteúdo recebido e indicando outros
  • Ao inserir um pixel de conversão em um post do seu blog e, posteriormente, criar anúncio específicos sobre o tema
  • Ao colocar o pixel de conversão na página de captura para se comunicar com aquelas pessoas que acessaram ela, mas não deixaram seus dados e e-mail

4 exemplos de campanhas de remarketing

Dê uma olhada nos quatro exemplos que separei das campanhas de remarketing para você. Eles podem fornecer inspiração para sua estratégia.

 Food Network

Traz um anúncio comum na Rede de Display.

Anúncio de remarketing do Facebook da Forbes

Ele é focado em emoções, como medo e fracasso.

Homem Michelin na Rede de Display

Aí está mais um anúncio de remarketing baseado em emoções.

Shopify

A opção é colocar anúncios de remarketing nos Anúncios do Facebook para promover sua marca e seus produtos.

Você conhece o segredo para criar uma campanha de remarketing?

O principal conhecimento que esta estratégia nos proporciona é que não podemos acreditar que quem vê um anúncio pela primeira vez o compra.

Na verdade, as estatísticas mostram que isso raramente acontece.

Portanto, esta parece ser uma oportunidade para agarrar o cliente que ainda não se converteu e convencê-lo de que se trata de uma boa ideia.

Você verá… é como uma segunda chance para converter aqueles que não se tornaram seus clientes há pouco tempo.

Por que não persegui-los imediatamente para aumentar as vendas da empresa?

Após entender o significado de remarketing e retargeting e como usar técnicas e estratégias, você pode começar a criar a sua campanha.

E para ter novas ideias procure a b20, a nossa consultoria pode te ajudar.

Gostou desse post ?

Compartilhar no facebook
Share on Facebook
Compartilhar no twitter
Share on Twitter
Compartilhar no linkedin
Share on Linkdin
Compartilhar no pinterest
Share on Pinterest

Deixe um comentário